Assessoria de Imprensa: a cadeira que você senta pode ser notícia?

Muitas empresas gostariam de aparecer na imprensa, porém esbarram na “falta de novidades”. Acreditam que apenas lançamentos têm espaço nas matérias editoriais. Se você acha que não há qualquer notícia na sua empresa, provavelmente, não está olhando para o lado certo. É aí que a comunicação empresarial e a assessoria de imprensa entram.

Como é este trabalho?

Olho clínico

O primeiro trabalho de uma assessoria de imprensa é identificar o que é notícia dentro de uma empresa. Parece óbvio, mas não é.  Focados na gestão e nas demandas diárias, muita pauta interessante passa despercebida. As assessorias de imprensa utilizam a experiência com a imprensa e o olhar apurado de jornalistas para identificar tudo que pode ser atraente para os veículos de interesse. Um exemplo: trabalhar em um parque é notícia? Sim. Isso pode virar notícia.

Tradução

Não basta identificar uma boa notícia, é preciso escrever do jeito certo. Existem técnicas eficazes que ajudam a passar a informação de forma mais chamativa, por exemplo, trocar dados técnicos por termos mais comuns, usar números e dados da empresa e ter um porta-voz com as informações na ponta da língua são ações fundamentais para se destacar.

Números e Pesquisas

Para ter mais exposição é essencial fazer com que os jornalistas entendam seu negócio mesmo que ele seja mais técnico. Existem alguns métodos para tornar sua informação mais atrativa, como usar números de vendas, de crescimento e investimentos, divulgar pesquisas e dados da empresa. Jornalistas adoram números.

Mude o ângulo

Outra estratégia é focar em editorias que, aparentemente, não têm relação com o seu negócio. A cadeira é um bom exemplo. Os fabricantes poderiam voltar sua comunicação apenas em publicações de decoração, mas, em uma revista de negócios não há público interessado em comprar uma cadeira confortável? A assessoria de imprensa irá encontrar novas oportunidades e, sim, fazer sua marca aparecer na imprensa de forma positiva.