Por que investir em inbound marketing?

Você já deve ter ouvido falar em pitch elevator, certo? Trata-se daquela teoria de que todos precisamos definir e vender o nosso negócio de forma rápida, como por exemplo, nos trinta segundos em que estamos no elevador com alguém. E de fato, resumir o nosso pitch e saber identificar o que é sexy em nosso MVP é um diferencial. Mas imagine em quantos momentos diferentes aquela pessoa do elevador pode estar – talvez ela não conheça o mercado em que você atua, talvez ela esteja com um outro fornecedor ou num momento de compra peculiar.

Para aumentar os pontos de contato com o público, acompanhar o momento de compra e oferecer materiais que substituem objeções por argumentos, utilizamos o inbound marketing. Aqui na NoAr, temos cases de sucesso em que o cliente conseguiu dobrar o ticket médio utilizando o inbound, por exemplo, e também os que conseguiram quadruplicar o ROI em apenas 12 meses. Mas não existe uma planilha fixa de quanto você terá de retorno investindo em inbound, afinal, o inbound marketing é uma ferramenta de vendas e, como todo braço de marketing, é influenciada de forma direta pela operação de uma empresa. 

Listamos aqui três argumentos sólidos, que você pode levar aos seus sócios, chefes ou equipe para justificar um investimento em inbound marketing. Se você quer ter um diagnóstico um pouco mais aprofundado da sua empresa, fale com a gente!

1 – Quero diminuir o CAC 

É bem comum que empresas sólidas, com processo comercial definido, tenham um alto custo de aquisição por cliente. Muitas vezes, o investimento está no deslocamento da equipe comercial, no cafezinho, no estacionamento e no tempo depositado em reuniões e encontros que não resultam em uma venda. Nestes casos, investir em uma operação de inbound vai fazer com que a equipe comercial receba leads mais qualificados, oportunidades de vendas efetivas e tenha um menor custo de aquisição por lead. 

2 – Preciso comunicar vários serviços ao mesmo tempo

Imagine que você tem uma padaria bem famosa pelo pão francês. Várias pessoas chegam ao seu estabelecimento e fazem o mesmo pedido há anos. Mas você acaba de investir em uma operação robusta na seção de doces e precisa incentivar seus clientes a provarem a novidade. Só que eles já estão tão acostumados a comprar apenas o pão francês que fica difícil fazer isso.

É claro que a metáfora é uma forma simplória de ilustrar uma situação bem comum a todo empreendedor: como fazer quem já compra, comprar mais? O upselling pode ser incentivado pelo inbound marketing, pois, com a frequência da nutrição, a recompra pode ser o objetivo, a meta traçada pela operação. 

3 – Tenho leads sem o fit do meu negócio 

Numa estratégia comercial, qualidade é sempre mais importante que quantidade. Por isso, quando temos muitos leads entrando numa operação, mas poucas vendas, talvez seja a hora de rever a calibragem do funil. Será que estamos comunicando o nosso negócio da melhor forma? Por que estamos atraindo leads não qualificados? Como podemos ajustar o direcionamento estratégico? Com o inbound marketing, podemos direcionar a nossa comunicação e energia de vendas para quem tem um perfil mais próximo do nosso cliente ideal. 

Há muitas outras oportunidades de investir no inbound marketing como força para sua operação de vendas. Aqui na NoAr, costumamos dizer que o inbound é o match do marketing com o comercial. É a estratégia que, ao mesmo tempo fortalece o branding e contribui com a qualificação de leads. 

Quer saber mais? Neste vídeo, a gente conta o que é lead e a jornada dele dentro do funil de vendas.