Marketing de saúde: desafios e estratégias

Nos últimos anos, o interesse pela saúde criou o contexto para que profissionais da área ganhassem autoridade nas plataformas digitais. Mas o que muda para o marketing de empresas de saúde no pós-pandemia?

Antes de respondermos a essa pergunta, vamos ao que não deve mudar. O marketing médico precisa continuar sendo construído com um viés informativo, pois isso garante projeção. 

Outro ponto importante é que o marketing de empresas de saúde deve continuar nos canais digitais. No entanto, é preciso pensar em outros formatos que substituam as lives, consideravelmente ultrapassadas, como vídeos curtos nas redes sociais, cortes de podcasts e landing pages.

É fundamental que a informação seja interessante e fluida para despertar o interesse do público. Um exemplo do que estamos falando é a série de reels educacionais em um minuto lançada pela Magnamed como parte da estratégia de marketing da Agência NoAr

conheça o Inbound Marketing da NoAr

Como manter a relevância com a estratégia de marketing médico pós-pandemia 

Para a construção de uma estratégia de marketing de saúde no pós-pandemia é preciso divulgar informação de qualidade. Experimente associar o tema saúde a outros e apostar em formatos curtos.

Trazer informação de qualidade não se resume a publicar alguns conteúdos aprofundados. É preciso manter a frequência de publicações  para garantir o engajamento com o público e se posicionar como referência.

Mas é recomendado publicar conteúdos curtos e em diferentes formatos que esclareçam diferentes tópicos sobre um assunto de maneira mais objetiva. Vídeo curtos performam melhor do que vídeos longos, independente do assunto.

Também é interessante associar conteúdo de saúde a outros temas especialmente para conectar um produto ou serviço vendido pela marca de maneira mais natural. Também é possível estabelecer uma conexão entre a área de especialidade do profissional com outros temas.

Cuidados ao construir o marketing de uma empresa de saúde 

Embora conteúdos sobre descobertas científicas, tratamentos ou medicamentos que estão na moda ajude a atrair cliques, divulgar informações sem comprovação científica pode prejudicar a imagem do profissional ou empresa de saúde dentro e fora da comunidade médica.

A equipe de marketing pode desenvolver conteúdo sobre esses temas, desde que seja para esclarecer os principais mitos envolvendo medicamentos e tratamentos milagrosos. Lembre-se, um dos pilares do marketing de saúde é trazer informação confiável.

E mesmo que o conteúdo seja sobre medicamentos e tratamentos cientificamente comprovados, nunca se deve garantir resultados para os pacientes. O cuidado se estende a não divulgar aparelhos ou equipamentos médicos.

Outro cuidado que a equipe de marketing deve ter é em expor imagens de pacientes, especialmente sem autorização, pois além de antiético, pode fazer com que essas pessoas se sintam inseguras ou desrespeitadas. Evite também utilizar imagens de pessoas públicas, pois isso caracteriza como propaganda enganosa.

A Agência NoAr é referência em marketing médico e tem uma expertise de mais de 12 anos na construção de estratégias de Inbound Marketing e marketing digital para profissionais e empresas da área da saúde. Entre em contato para saber mais.